Título do filme: Garota boa de bola
Título Original: Her Best Move
Ano: 2007
Direção: Norm Hunter
Gênero: Comédia Romântica, Esporte, Familiar
País: Estados Unidos
Classificação: 2,5/5
Classificação Etária: Livre para todos os públicos.


Sinopse: Sara adora fotografia, dança e...meninos. Mas não consegue curtir nenhum desses prazeres por causa de seu maior talento: ser craque no futebol. Cansada dos treinamentos, Sara resolve investir em uma vida fora dos campos e recuperar o tempo perdido. Até receber a notícia de que está na mira da seleção de futebol feminino dos EUA e ter que colocar tudo de lado de novo, inclusive um novo namorado. Em campo, com os olheiros da seleção de olho nela, Sara enfrenta o desafio de descobrir o que realmente quer fazer para poder dar o melhor passe de toda sua vida.

ELENCO PRINCIPAL

Leah Pipes / Scott Patterson / Lisa Darr / Daryl Sabara / Lalaine / Drew Tyler Bell

MINHA OPINIÃO

Sessão da tarde realmente trouxe muitos filmes que fizeram parte da nossa infância e adolescência. Garota boa de bola é um deles. Recordo de ter assistido entre os meus 14 ou 15 anos e por ter uma temática relacionada ao futebol, realmente me fez ficar assistindo sempre que ele se repetia.

Sara Davis é uma garota de 15 anos, seu maior talento é jogar futebol. No entanto, como muitas jovens da sua idade, ela ama fotografia, sair para dançar e claro, meninos. Tendo como seu técnico o próprio pai, ela teve que sacrificar tudo isso, para se tornar uma das melhores jogadoras do seu time. Mas, chega um momento em que ela decide se livrar de toda essa pressão, que não é bom para o esporte que pratica, e começa a sair com amigas e encontra um namorado. O problema é quando aparece uma oportunidade única para jogar no time de futebol feminino dos Estados Unidos. Outra vez, ela tem que deixar muitas coisas para conseguir essa vaga.

Pressão familiar, vida no esporte e adolescência, é o resumo de temas que encontramos neste filme. Sara está na fase onde tudo é extremamente agitado, precisa começar a pensar no seu futuro e encontrar o caminho para dar seus primeiros passos, os estudos estão mais puxados e coração começa a entrar em divergência com o cérebro. Para ela não foi diferente, aprender a lidar com tudo isso é uma das lições que ela quer ensinar para aqueles que passam por essa fase tão turbulenta.

Sara nos mostra que podemos unir o prazer com as responsabilidades, sem deixar de lado nenhum dos dois. Ela podia se dedicar aos estudos e treinar, mas também podia ter seus momentos para sair com amigos, tirar fotos e encontrar o amor da sua vida. 

Até a próxima!


Deixe um comentário